Na última terça-feira, A Xiaomi apresentou sua nova linha de smartphones com a ”cara” jovem da Meitu. O lançamento marca o início de uma nova linha de produtos da Xiaomi, voltado ao público jovem. De acordo com a Lei Jun, a Xiaomi agora se concentrará em sua linha original Mi (como Xiaomi 9, Xiaomi 9 SE, etc.), na série MIX (como MIX 3, MIX 2, MIX 2S, etc.) e na CC série (como o Xiaomi CC9 e CC9e). Como de costume, a marca Redmi se concentrará dispositivos com custo x benefício. Assim, as séries Note e Max, pelo menos por hora, deixarão de existir.

A série Mi geralmente chega mais cedo a cada ano. Ele vem com a configuração topo de linha e um preço justo. Tem foco em entusiastas e é orientado para o desempenho. A série MIX é o carro chefe da linha premium da empresa, com foco em design e funcionalidades revolucionárias. O sentido artístico da linha Mix, com dispositivos com acabamento em cerâmica, tem como foco os consumidores que não abrem mão de sofisticação. Já a série CC é uma marca moderna e elegante, pensada especialmente nos jovens.

Mi Mix 3. Arte e Tecnologia em um dispositivo inovador.

Assim, a fabricante chinesa está tentando evitar a confusão de sua linha de produtos, fato este que está se tornando incômodo para os clientes. Sua nomenclatura já é bastante confusa. O cancelamento da série Note e deve muito a este fato. Linhas parecidas, com nomenclaturas parecidas, que em muitos momentos são confundidas com a Linha Mi ou com a Linha Mix. Além disso, com a cada vez maior taxa de aproveitamento de tela, a existência de um dispositivo da linha Max se torna irrelevante. Um smartphone normal agora usa uma tela de até 6,5 polegadas tranquilamente (por exemplo, o Mi 9 tem tela de 6,39 polegadas e 2cm a menos que o Mi Max 2, que tem tela de 6,44 polegadas. Isso acaba fazendo com que a linha Max se aproxime da linha original Mi, pelo menos em tamanho de tela.

Mi Max 2 & Mi 9
Lado a lado: Mi Max 2 e Mi 9

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui